SOBRE O
COLÉGIO
Histórico

Histórico

 

A fundação do Ânima – Instituto de Educação deve ser atribuída a um projeto coletivo de educadores, cujo enfoque principal assenta-se em princípios histórico-filosóficos que visam à formação humanista de sujeitos voltados para a sedimentação de um espaço coletivo mais justo, mais participativo e, portanto, mais feliz.

A perspectiva de construção do ÂNIMA – INSTITUTO DE EDUCAÇÃO é ética, entendida como um valor, uma ciência, que tem o sentido de contribuir para a superação de todas as formas de “conduta analfabeta”, seja na política, seja na cultura, seja na escola, pois valoriza a pessoa no aspecto integral do seu desenvolvimento e da sua formação histórico-social. O educando, assim, é percebido como ser cognoscente tendente ao entendimento, à amizade, à sabedoria, ao respeito mútuo, enfim, ao gozo social. O ÂNIMA entende a diferença de abordagem entre o “você não sabe” e o “você ainda não sabe, mas pode vir a  saber”, optando sempre pela segunda. O ÂNIMA entende que sua função como instituição educacional é fazer com que o educando, “dentro de um ambiente favorável à aprendizagem”, como diria Epicuro de Samos, o filósofo grego antigo, conheça as coisas do mundo e da realidade e se sinta parte deles; fazer com que o educando mantenha uma concentração continuada em relação ao mundo e à realidade criada pelos humanos, durante o trabalho formativo na sua vida escolar. O ÂNIMA entende que sua ação de conduzir ao esclarecimento vidas em formação passa por assumir alguns critérios para a produção do conhecimento com cientificidade e humanismo, expressão que representa a “alma” de nossa escola. Considerando as diferentes faixas etárias com as quais lida e concordando com Vygotsky, que diz que “o bom ensino é o que antecipa”, o Ânima entende que a ação investigativa dos educandos deve, fundamentalmente: 1) debruçar-se sobre objetos reconhecíveis e definidos de tal maneira que sejam reconhecíveis igualmente pelos outros; 2) dizer dos objetos estudados algo que ainda não foi dito ou rever sob uma óptica diferente o que já se disse; 3) garantir que o estudo seja útil aos demais; 4) fazer com que o estudo forneça elementos para a verificação e a contestação das hipóteses apresentadas e, portanto, para uma continuidade pública.

Filosofia da Instituição

Filosofia da Instituição

 

O século XXI traz profundas mudanças econômicas, sociais e culturais e aponta para a continuidade deste movimento de transformações.

O aumento das possibilidades produtivas em face dos avanços tecnológicos e científicos; a ampliação dos espaços de interação e relacionamentos em nível global; o afloramento de questões relacionadas às etnias, às diferenças, aos modos de ter, ser e estar no mundo, ao gênero, às gerações, ao cuidado com o meio ambiente e a preservação da vida; tudo isso dá forma e conduz positivamente a humanidade em sua busca por um mundo melhor.

Contraditoriamente, assiste-se ao aumento da miséria pelo recrudescimento da concentração de riquezas; vê-se fortalecer o individualismo, o consumismo, as mais diversas formas de violência; percebe-se o acirramento da insegurança, dos medos, das fobias; observam-se o culto ao hedonismo, a solidão, o pragmatismo, o imediatismo; assimila-se a informação em nível de senso comum, através das diversas mídias; recebe-se, por fim, uma carga de situações que contribuem para o encaminhamento de indivíduos manipulados, pouco reflexivos, nada críticos.

Trata-se, portanto, de um momento de contradição e de crise. Diante deste quadro e de tais constatações, qual o papel da Escola?

O Ânima – Instituto de Educação propõe-se a formar sujeitos capazes de compreender, a partir da realidade que os cerca, a constituição de si mesmos e dos outros para:

“- respeitar a Terra e a vida em toda a sua diversidade;

- cuidar da comunidade da vida com compreensão, solidariedade e amor;

- contribuir para a construção de sociedades democráticas, justas, participativas, sustentáveis e pacíficas;

- lutar pela preservação das dádivas e da beleza da Terra para as atuais e futuras gerações.”

Torna-se necessário, portanto, com o objetivo de concretizar as propostas acima, a formação de seres que busquem a construção de uma sociedade que se fundamente em processos humanizadores, éticos, solidários, que tenha como valor universal a democracia e que inclua todas as diferenças para garantir a igualdade.

A Escola, para tanto, propõe-se a assegurar a participação efetiva dos educandos, gestores e professores no processo de ensino-aprendizagem, a fim de que desenvolvam o senso crítico, as habilidades de estabelecer relações e de adquirir uma visão totalizadora e interdisciplinar do conhecimento.

Serão utilizadas metodologias que incluam recursos atuais de multimídia, discussões e debates, produções de textos, pesquisas e as mais diversas formas de expressão artística.

Nossos Valores

Comportamento ético
Trabalho voltado para o desenvolvimento integral do ser humano
Compromisso com a qualidade
Transparência, integridade e idoneidade
Multiplicação do conhecimento e das experiências
Responsabilidade social e comunitária
Compromisso com a modernidade e com a criatividade
Respeito à vida

NOSSAS INSTALAÇÕES